Afinal, quem sou eu agora?

 

 

 

MISTERIOSO... MARCANTE... SENSUAL... ENVOLVENTE... ÚNICO... APENAS UM CRISTAL SOLITÁRIO

 

 

 

Fui criança, sem viver as emoções da idade.

Percorri o tempo, procurando a figura paterna na esperança de poder conhecer, como outras crianças, campos de futebol ou pracinhas...

Por mais que eu tenha buscado este pai, não o encontrei. Apenas deparei-me com alguém, pronto a cobrir-me de boas roupas, excelente escolas, brinquedos caros... E por tantas vezes parei, só para ver os amiguinhos sendo beijados e abraçados pelos seus pais...

Agora, preparando-me para entrar na juventude, com 14 anos, perco o pai violentamente.  Deixou-me meio a um turbilhão de fantasmas, que se somaram em torno de tudo, sem que eu percebesse...

Esta dor fez-me conhecer o kardecismo e conquistar a força interior, para que pudesse caminhar diante de todas as provações que me foram impostas.

Dores sucessivas, inclusive com a tentativa de suicídio de minha mãe...

Mesmo assim, continuei a acreditar que meus dias não seriam só trevas e, então, meio a tanta coisa, conheci meu primeiro companheiro. Com ele, pude sentir o que era ser amado por seis curtos anos, até que um dia, a senhora morte novamente toma-me o sorriso.

Por muito tempo dediquei-me ao trabalho, à mãe e ao estudo.

Mais tarde, conheci meu segundo companheiro e, juntos, vivemos por dezoito anos... Anos de um amor que me parecia eterno. Construímos ao nosso redor coisas de encantar anjos, quando, repentinamente, vem a traição, obrigando-me a optar entre o amor e a dignidade.

Adoro a natureza, em todas as suas formas e, hoje, meus companheiros são meus animais, com os quais, inclusive, divido minha cama.

Sozinho, sem família, sem companheiro, por vezes caminho frente ao mar, em busca de encontrar-me.

Volto, vejo que continuo sozinho.

Assim nasceu o poeta Cristal Solitário: de um grande amor que se foi, de uma criança que sonhou em ter carinho de pai, de um jovem que não conheceu a juventude, de um homem agora só, em busca apenas de viver seus dias em paz

Sei dos obstáculos que enfrentarei, já que não temo escrever sobre o amor entre o mesmo sexo. Mesmo assim o farei, sabe por quê? Porque, sendo amor, nada terá força para barrá-lo!

 

Cristal Solitário

 

Poeta dos Sonhos

 

 

Abaixo, as comunidades que foram criadas por amigos para mim e gostaria de contar com sua participação:

 http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=27587584

 

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=33965976

 

Caso este profile esteja lotado, por favor, adicione neste, pois terei o maior prazer em recebê-lo

 

http://www.orkut.com/Comhttp://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=6360628071019427007munity.aspx?cmm=30826662

 
Tutoriais Denise Worisch
www.pspcyber.com.br
 



 
 
 
 
 
Próxima Poesia